sexta-feira, 15 de julho de 2011

The FishTail braid



O Tumblr vicia demais!
E aqueles penteados maravihosos?
Vontade de pintar meu cabelo de rosa!

domingo, 1 de maio de 2011

Meu tumblr

acho que e nasci pra essas coisas...

Mas no tumblr eu sou capaz de passar horas só olhando essa enxurrada de imagens lindas...



sábado, 9 de abril de 2011

Make a wish and blow



A gente descobre que as coisas tão indo bem quando dormir não é melhor do que estar acordada.
Para algumas pessoas isso é muito raro...

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Um dia

sujar o pé de areia pra depois lavar na água

esperar o vaga-lume piscar outra vez
ouvir a onda mais distante por trás da onda mais próxima
se chover, tomar chuva

sentir o sabor do que comer
ser gentil com qualquer pessoa
ao se deitar para dormir, dormir




Arnaldo Antunes


via:this0nesakilluh

segunda-feira, 28 de março de 2011

"Para uma menina, com uma flor"


 Kah



Coquinho bagunçado que eu demorei séculos para aprender a fazer


Begônias são diferentes de rosas, que são diferentes de lírios. Cebolas são quase sempre iguais.
Mas as flores, as flores são especiais. Nenhuma é igual a outra. As camadas variam de flor para flor, como chegar nas camadas mais ocultas também.
Algumas se fecham pro sol, outras se abrem.
Algumas aguentam chuva e vento e frio, outras são tão frágeis que precisam ser protegidas. Do contrário morrem. Secam, se despetalam.

sábado, 26 de março de 2011

Happiness hit her like a train on a track....














Colarzinho com sal grosso, não é a coisa mas delicada?
Para afastar mal-olhado?
Não, é só para adornar o pescoço mesmo....se a gente fosse depender da sorte....


Colar sal-grosso - esse é da minha irmã, mas já vi em vários lugares, feiras de antiguidades e joalherias
Colar envelope - bijouteria

segunda-feira, 21 de março de 2011

"Eu executo uma tarefa horrível"


Tentar viver o que devia ser o auge, rodeado por coisas que puxam, enroscam o tecido, como um fio puxado.
No meio das coisas de todo dia , pequenos  lugares, cheiros, gostos , uma diversidade incalculável de lembranças.

Levam a alma para um lugar no espaço, uma mistura do futuro prematuramente abortado e do passado. Um devaneio interminável.
Absolutamente terno.
Tão terno que ao retornar, a realidade é agora amarga e fria.
Brutalmente diferente.
Ocorreu um erro neste gadget